quinta-feira, março 02, 2006

Honestamente... as minhas sinceras desculpas públicas

Passei um mês inteirinho a gritar Nazaré, Nazaré... e depois de ter apanhado a maior chuvada, fiquei doente. Tão doente, que não saí, durante um Fim de semana, tão dormente que não falei com ninguém, nem sequer tive oportunidade de ver o meu Sporting a ganhar, no meio de um delírio febril... domingo lá fui ... com muito custo ver o Benfica.
Eu já nessa altura sabia que a Nazaré estava em perigo, mas queria ir, queria saber o que era essa festa que tanto se fala por aí!
Ia com a gang... ia bem acompanhada... ia ser divertidíssimo!
Foi nestes momentos febris, que tive a força de dizer que não iria... mas não expliquei, é certo, não perguntei... e não questionei. Sei que me baralho, que não sou logo explicita, que esqueço de coisas, mas a Nazaré estava aqui tão perto e eu abdiquei, com medo de ficar mais doente. Foi parvoíce, sem dúvida, tentei dar uma de responsável e certinha (e queria) sendo a irresponsável maior...sair em Lisboa... que sejamos sinceros, é a mesma coisa, aqui, Nazaré ou Zimbabué.
Iria para a festa e iria ser o caos total.
Só hoje me apercebi os factos reais, magoei pessoas, mas acima de tudo, desiludi algumas! Estavam a contar comigo lá e a imagem que passei aqui, é que estava a curtir um carnaval sem qualquer pudor... e que não era necessário fazer fitas e filmes para não ir... Mas certamente não foi isso que aconteceu, Não foi mesmo! É verdade que diverti-me e fui até ao after hours ... é certíssimo! Um facto! É também certo estava doente, e cá dentro queria que fosse uma coisa contida e até foi... pois não bebi o suficiente para dizer que estava a entrar no caos. Tenho a paga da minha irresponsabilidade, a voz foi-se.
Pior é saber que fiz as coisas sem pensar muito, pensando que estava a fazer o melhor para mim e para eles... acabei por irritar o que não era necessário, se na altura tivesse sido firme e tivesse explicado serenamente a minha ideia... Nada disto teria ter acontecido.
Tenho mesmo muita pena não ter passado a minha ideia... mas que fique bem claro que não foi de má índole a minha atitude parva. Foi apenas um erro que espero prontamente esteja sanado. Afinal de contas, esta gang é como família. Dá-se na cabeça porque se gosta e não gosta. Dá-se porque é importante. E eles são todos importantes ... cada um à sua maneira. Por isso peço que me desculpem se vos magoei... foi sem intenção.

3 comentários:

Sumares disse...

Que exagero... tanta desculpa...

Por sermos todos amigos é que não precisamos dessas explicações todas!

fuckin'god! disse...

vai mas é para xabregas!

fiana disse...

acho q ainda estás de ressaca!...