terça-feira, outubro 31, 2006

Apropriado

Nightmare before christmas

Pânico na cidade...

É por haver greve do Metropolitano até às 12 Horas, que a cidade se torna num caos completo?
Não notei assim tanta azáfama, além das filas intermináveis nos autocarros perto das estações de comboio... é uma pena o Senhor doutor engenheiro Socras, não tenha de se levantar às 5.49H da matina para apanhar as carreiras atuladas de gentes enlatadas e conseguir chegar ao emprego produtivo de 600 euros com um sorriso na cara às 10.39H!

domingo, outubro 29, 2006

Cinderella


Olhai, mais cépticos, este fim de semana conteve uma hora extra atodos que quizeram aproveitar e trouxe alegrias de sobra a esta serva de contentamentos.
Escutai, além da diversão e da loucura de luxes ou jogo de luzes com som... as companhias foram perfeitas. Os olhares sinceros a boa disposição exemplar!
Culpai, de certo não só o bom tempo, mas talvez a paciência de estranhos e a atenção de poucos mas honestos latifundiários.
Era bom se fosse a cinderella, ao menos se perdesse uma bota, sempre saberia que o meu príncipe teria muito bom gosto e o amor sincero em carregar o sapatinho da novissa size 41, mas isso seriam de certo fitas de comédia!

sexta-feira, outubro 27, 2006

É isso...

Hoje de manhã quando fui tomar o meu café na pastelaria lá do meu bairro, reparei num letreiro com os dizeres, "HOJE HÁ SONHOS" ao que num gole entre o café amargo e um bafo no cigarro disse: "Quero um sonho bem fresquinho, e de pereferência saboroso!" O Velhote sorriu, olhou para mim com um olhar de sabedoria e disse: " Menina, não lhe vou dar a massa de abobora frita coberta de açucar, pois o que a menina precisa é de um sonho azul, com esse sorriso... e isso não temos!"
O sonho azedou... era sonho pasteleiro, não sonhinho de princesa... Pronto, um pesadelo... acabei por mandar embrulhar um croissant e deixar-me de semânticas!

quinta-feira, outubro 26, 2006

Workin' & Learnin'

Como se previa estou no contínuo trabalho pela busca da vitória da inteligência, da cultura, do humor, do bom gosto. Não estou tão segura de que exista uma diferença qualitativa entre todas estas formas de comunicação, não estou e acho que nunca estarei. É bom descobrir que durante este ano ano, apesar das distâncias criadas, das discussões emancipadas, dos sentimentos de raiva e de ternura, da sensação de "irremediavelmente perdido", da vontade de gritar até ficar roxa e afónica, das palavras que não se disseram ou das que se disseram sem se querer, há pessoas que não são, nem nunca nos serão indiferentes, por mais que queiram.
Porque penso nisto hoje? Será da chuva?
Ou talvez porque decidi mudar de mala, aquela malona que todos gozam por parecer mais um necessaire de uma família numerosa que perdeu a casa pela intempérie, de tantas coisas acumuladas e incríveis que lá se podem encontrar...
Oh, yes it is

Diz-me tens algum filme para mim?

Eu quiero este!

Partículas Elementares de Oskar Roëhler baseado no livro do mesmo nome de Michel Houellebecq

Estou no mundo de Aventuras, é o que é!
um mimo...

The Magic Numbers - Forever Lost

quarta-feira, outubro 25, 2006

'Tamos lá...



Eu com o meu look retro... e ele com o seu ar crítico... Os dois no escuro e não é necessário estar de mão dada.

Mónica Bellucci, logo à noite com o céu estrelado temos simulação e muitas fitas!



Pipocas com sangue

Já te imaginaste a cair de uma altura imensa, tão imensa, sem parares, sempre a cair, cair, cair e não veres o fundo? E sabes que nunca cairás num sítio em concreto, simplesmente... cairás para sempre, sem fim!
Regresso à adolescência.
Ao desmultiplicar-se numa voragem de abstracções, factos, data, o acontecimento adquire uma outra complexidade e ambivalência, perdendo a referência de tragédia íntima para se transformar num fenómeno global.

All Right. Now Let's Kiss To Make It Real, Okay?



Liberdades

Vivemos em democracia é certo, todos temos direito à opinião, claro ... é evidência em absoluto, mas há ainda pensamentos muito pidescos que abusam da tolerância social. Usando muitas vezes o sentimentalismo para chegar mais próximo das mentes mais aereas.
Neste blog, até concordo com coisas ditas, até com "a defesa da vida constitui não só um imperativo de consciência mas também uma questão civilizacional que pretendemos preservar", claro...tudo bem, tem de ser assim, mas acho que tem de ser feito com peso e medida, aredito que ninguém no seu juízo perfeito e equilibrado queira passar por uma rotina de interrupção voluntária da gravidez... ninguém é a favor do aborto, não conheço ninguém, mas é uma realidade que existe... e deverá ser sempre uma escolha pensada, é isso... uma escolha, dar uma escolha a um futuro pensado, e um direito que deve existir... poder haver a frase EU POSSO ESCOLHER o futuro de qualidade a dar aos meus descendentes! mas, ao continuar a ler estas parvoíces de direita, muito de de betinhos hipócritas que defendem a Vida Humana,mas que insultam diariamente aqueles que são ileterados e ditos chungas, deparo-me com o texto de uma senhora de seu nome Sara Castro que afirma " defendo a definição abstracta do crime aborto, sem prejuízo da responsabilização pública pela prática dos crimes, nomeadamente na necessidade, igualmente urgente, de combater a pobreza, a exclusão social, o desemprego, a fome, etc. Há que evitar a pobreza, NÃO evitar que os pobres nasçam! (...) Não queremos mais interrupções voluntárias, e sem critério, de gravidezes que obviamente não podem ser retomadas. (..) Não queremos que façam abortos, nem em Portugal nem em lugar nenhum. Não tememos o referendo, mas não precisamos de outra lei."

Ai não?? São esses pobres não desejados e sem condições de vida, que vão nascer e vão servir de criados, ou de mão de obra barata para contribuir para o vandalismo, ou arrumar o carrinho dos senhores doutores de casinhas germinadas da periferia da Capital ????
Enfim, Liberdades para poder dizer coisas parvas como "Não me conformo com o facto de um punhado de partidos políticos quererem a toda a força tornar o meu Portugal num Pais onde se pratique a pena de morte...." muitas liberdades de afirmar" O problema do aborto prende-se com aqueles para quem por uma razão ou por outra o feto humano tem menos valor do que um ovo de perdiz, um ninho de andorinha, um rebento de azevinho, ou um touro de Barrancos – entidades defendidas com muito maior comoção e vigor", só falta mesmo lembrar a mítica proposta desagradável do CDS-PP de há uns anitos, a gozar com a desgraça alheia!

Iniciar o dia...

O meu favorito

yosemite sam's the man

terça-feira, outubro 24, 2006

Mais forte que eu...

Não consigo parar de canta-la!

Mina Mazzini & A . Lupo: Parole parole _ 1972

Raios parta...


A toda a manhã que tive, com baldes de água e esperas infindáveis de transportes públicos... pronto, larguei os cordões à bolsa e decidi trazer o pó-pó bogas, partido é certo, mas cheio de orgulho a contruibuir para o aumento de dióxido e azoto da cidade que amo... 40 minutos à espera de um autocarro lixa a cabeça de qualquer mente... ao menos não cuspi para o chão, nem arrotei para o velho que teimava a bafejar-me o ombro, com o hálito de um misto de naftalina com bafio, apenas dei meia volta, e furiosa ainda sem a dose recomendada de cafeína no sangue busquei a minha liberdade. Toda aquela estucha fez com que chegasse tarde e despenteada, mas coradinha de calor e mais pobre na carteira!

O melhor para os amigos...

segunda-feira, outubro 23, 2006

La vida loca

Vamos a isso amiguitos... bora lá, espalhar veneno, de forma não pacífica. Criar mais mitos urbanos e frases feitas, Contra a evidência do caduco, contra os dias sem luz, Pretende-se destacar a grande originalidade e o grande engenho de um tema tão batido e monótono como o AMOR, essa enorme seca que nos enrruga a alma e nos faz chorar com os mais básicos anúncios de detergentes sanitários.

E não é que seja obrigatório, mas é, sem dúvida, muito melhor praticá-lo. Por falar nisso…com licença que vou ali e já venho!

Realidades (8)

Às vezes penso que quando estou a beber um copo na bela e charmosa noite de Lisboa... as muitas pessoas que me falam e me beijam é porque gostam de mim... será saudades?
Não... são de certeza luxurias de noites idas. Coisas que não se repetem, momentos únicos de tempos recentes... há que não entrar na rotina amigos!
Em Countdown

Starlight

Balanço ou baloiço

Mais um fim de semana que se passou e se divertiu, quem lá esteve riu-se, mostrou-se, aninhou-se num sofá por causa da enchorrada, passeou-se pouco com copos e pingunços, além de bolinhos com muito creme para saciar a gula e encontrou-se sempre a boa disposição para terminar em conversa séria num final bem feliz... tão feliz que o sono apareceu de forma mais natural que nunca.

sexta-feira, outubro 20, 2006


Bom Fim de Semana

Infernos de final de semana


Com a voz rouca... os olhos cobertos de soninho, uma pena por sair debaixo do edredon com o quentinho que estava, deixar o rapaz tão combalido que teve de ser medicado, de levar com a chuva dos outros carros e largar poças de sujidade na roupa e procurar um lugar para ficar sentada e poder ouvir a emissão da manhã, e de não ligar à irritação da senhora do café que dormiu mal e tira as bicas aguadas... mas é sexta!!!
É dia de poder esquecer o que fazer amanhã... esquecer o profissionalismo e perfecionismo... esquecer e não precisar de justificar NADA!
Ir por aí com as minhas meias novas... ir e não saber onde parar... ir e ir...

quinta-feira, outubro 19, 2006

Flagrante dos flagras


Chuva e mais chuva... a roupa, não há meio de secar, e por isso continua na rua. O cartão de débito ficou desmagnetizado, a peritagem já foi feita... o trabalho em ordem, o companheiro debilitado com dores agoniantes de dentes... as modas actualizadas, mais um vestidinho retro pois adoro o look.

Estou realmente cansada...

quarta-feira, outubro 18, 2006

E quando pensava que ia ver o meu rico sporting tranquila...

... lá me convidam para mais uma emissão... lá vai começar a correria toda, de um sítio para o outro...
Mas faço porque gosto e a pedido pessoal, então já se sabe onde vou estar mais logo, às 19H-20H na Ant3na à conversa no programa Prova Oral.
Tem de ser....

Enjelhada com o tempo

Mais calminha, depois destas emissões constantes radiofónicas, de chuvas maléficas, dormidas internas, beijinhos permanentes e de risos constantes... volto à vidinha cheia de eventos e muito trabalho.
Ainda bem, que consigo organizar o meu tempo... e vou conseguir receber os meus rendimentos imaginativos.
Ah, como é bom saber que estou de volta às actividades lúdicas!

terça-feira, outubro 17, 2006

Guillemots

O sol já brilha!!!

Sonhos Tranquilos

Vamos ver se me intendo, depois da lufa-lufa habitual de uma rotina concisa e difícil, ontem exausta pernoitei no meu sofá, foi um chegar a casa e descobrir o quanto dela gosto, mesmo quando a roupa caiu do estendal para casa da vizinha devido ao peso da chuva... mas o meu aconchego tem os seus segredos que só eu sei e adoro, onde posso passar por cima, onde quero espojar... e tomar um duche de 15 minutos de água a ferver com direito a máscara capilar... Muito agradável, devo dizer que é bom viver no espaço nosso e saber que a nossa guarida é fulcral para a sanidade de qualquer relação sem ralacão!
Por último e como tendência desta estação, às 19H-20H na Ant3na à conversa no programa Prova Oral.

Para depois ver se vou a casa, pois, o SLB joga e devo ter a sanção do costume, greve por o sindicato anti Fernando Santos não ter cojones europeus. Enfim, ao menos a minha neura e roída da unhaca é só amanhã...

segunda-feira, outubro 16, 2006

Azar quando bate... é por trás??

Depois de um fim de semana mesmo familiar... com direito a bolinhos, corridas de pistas, e acordar sem falinhas mansas, insultos com apanágio vulgar, risos incontrolados, desfiles de trapinhos... muito agradável. Tinha de vir má sorte...
Quero informar que no espaço de 2 meses já arranjei mais o meu carro que fiz máquinas de roupa suja.
Então não é que ontem pela noitinha, mesmo no finalzinho de fim de semana chuvoso de lanzeira, ao respeitar um sinal de STOP numa avenida grande de Lissabona me bateram a uma velocidade estonteante?
E Desta vez sem culpa!!! ... apenas porque respeitei o sinal... levo a maior trancada por trás que se ma lembra... incrível... cumprir o código é perigoso!
Será mau olhado?
Inveja de criancice?
Senhoras e senhores que me querem mal?
Ou o Carro tem de ser exorcizado?

O que interessa mesmo meus amigos, é que volto de novo à rádiofonia... Logo mais, às 19H-20H na Ant3na à conversa no programa Prova Oral.

Agora mais calma e cheia de energia e alegria.

sexta-feira, outubro 13, 2006

E continuo no ar ...

Mesmo chegando atrasada vou voltar à rádio com esta voz sensual que minha mãe e meu pai me deram, é hoje às 19H-20H na Ant3na à conversa no programa Prova Oral... vamos ver como me porto com outro tema!

quinta-feira, outubro 12, 2006

Desafio da Semana

Para informação geral aos contribuíntes e até mesmo àqueles que devem ao fisco e estão tabelados, hoje aqui a moça decidiu ir fazer uma perninha de radiofonia, um convite para co-apresentar o programita, a ver vamos se a voz mostra algum brilho, mas assumo que vou divertir-me porque é tudo boa gente. A quem estiver interessado, é hoje às 19H-20H na Ant3na à conversa no programa Prova Oral... se gostar talvez repita!

Vizinhos a blogar

A todos que me conhecem sabem como sou... e não encanto com só com o meu sorriso, não senhor! A personalidade vincada e teimosa faz com que seja a mais emotiva das garinas trintonas que tenho conhecimento, existem poucas como eu... acredito muitas das vezes que posso ser um tanto desagradável. Que o diga o meu querido Farrusco, o meu adorado Play Mobil e agora o marco registado mais recente, o meu simpático colega à laia de tímido da ilha laboral Jorge Creolina. A ser verdade, posso ser ríspida em alguns comentários, sou sincera demais e impalcável e por vezes alarve nas reacções. Mas, nunca chego a ser rude, acho eu... Pronto, sou!
Ai, gaiatos... tudo isto é carinho, ainda não perceberam se fossem indeferentes nem sequer me dignava a preocupar em tecer um monossílabo?
Vá... up & away que ainda há muito para ripostar!

Realidades (7)


Será que alguém viu o jogo de ontem? A tristeza de perder contra a Polónia como se fossemos uns tenrinhos de segunda? Dá para ver que somos a 4ª melhor equipa do MUNDO??? Não dá, não!
Ainda bem que jantei uma papaia porque senão ficava com a azia. O que me vale são as noites agradáveis que tenho sem que ter de cantar Ó SOLE MIO.
Encanto-me apenas por ser eu própria e ter alguém que me compreende.

quarta-feira, outubro 11, 2006

A cantar bem alto

Irene Cara

Farta de ter várias estações num só dia...


Já nem sei o que vestir.

A festa...


Foi gira, parecia que estava no museu do sexo...
No meio das minhas boas e botame encarnado... o luxo foi descobrir gentes amigas e conhecidas...
Tanto Fellini & Almódovar que o frágil eram mesmo os pensamentos, ainda bem que me portei à altura ( próximo de 1.85m) e mesmo o bar aberto não me tentou... vá, ainda rocei no balcão, mas assim que comecei a olhar para as pessoas de lado, decidi ir para o vale dos meus lençois e não pensar em mais coisas laxivas... que sou moça séria!

terça-feira, outubro 10, 2006

A cabra da Anita não morre pá!

Está patente no Centro Colombo a maior exposição de sempre feita em terras de Viriato d'Anita.

"Ao longo de mais de 50 anos, os livros da Anita já encantaram milhões de crianças de várias gerações. Os textos de Gilbert Delahaye e as belíssimas ilustrações de Marcel Marlier dão a estes livros um realismo e um encanto que o tempo tem vindo a reforçar."
Agora pergunto a todas as las chicas... Quem na sua infância nunca leu «Anita na Quinta», «Anita vai às Aulas» «Anita Mamã» «Anita anda a Cavalo» ou «Anita no Hospital»? Quem, quem QUEM???? Ninguém... a Anita até foi nome de canção de Marco Paulo.... e esta trolaró de lustro serviu para bater umas ao meu vizinho do lado que antes da Playboy... era o que se arranjava.
O que é certo, é que esta pita cinquentona, ainda anda por aí ainda a rasgar os sorrisos de futuras anoréticas e bulímicas e possivelmente algumas tipas que vão ser violentadas domesticamente e claro violadas por não colaborarem como deve ser... mas irão estar sempre com aquele sorriso à la Anita. Isso é que é o mais importante. Nas palavras de Marcel Marlier: «Anita simboliza o abraço de uma mãe e para os adultos ela é uma recordação do passado, é a infância de milhões de leitores». Não deixa de ser o sonho... ser a Anita, a miuda com estilo, a gaiata cheia de amigos, a cachopa que brilhava em cada página.
Enfim, ANITA, para mim é uma verdadeira meretriz no mínimo, sem rugas e sempre arrajadinha, a filha da mãe era boazinha e sensivel, prestável e muito curiosa ... basicamente o que chamamos hoje ... uma puta, mas boa.
Anita é mesmo gira...

E já agora, porque não aderir a uma próxima colecção UMA COISA MAIS REAL:


ANITA NA DROGA
ANITA NO SANATÓRIO
ANITA NUM GANG
ANITA "DESTROCE"
ANITA COM TUBERCULOSE
ANITA E A CASA PIA
ANITA E A FODA
ANITA NA SALA OVAL
ANITA E SUA LOBOTOMIA
ANITA TOCA-SE

ANITA E A BURKA
ANITA E O KIT HIV
ANITA NA COREIA DO NORTE
ANITA NO L WORD
ANITA NO SEU PRIMEIRO MENAGE
ANITA NUA
ANITA VOMITA
ANITA E OS ASSALTOS
ANITA NA OGIVA
ANITA NO INTENDENTE
ANITA NA MITRA
ANITA CAMIONISTA
ANITA ENGOLE
ANITA PENSIONISTA



Diálogo da semana


- Sabes quem foi Che Guevara?

- Errrrhhh... Foi um pastor de Cuba, não foi?

Olha qu'esta!

Depois de ter adormecido feita tonta muito antes do badalar da meia noite, sonhei tanto que acordei mais que 3 vezes durante a noite armada em cinderella com sonhos bem bizarros e exóticos. Olhei para o lado... tudo tranquilo, só tenho de mudar de almofadas que andam a matar lentamente.
Hoje, com um acordar bem lento, dei por mim sentada na sanita com as mãos na cara quase quase a babar de sono e pensava, o quão má companhia de vez em quando me apresento.
Mas depois do duche, tudo ficou claro! A merda de dia que está e de saber que 1 em cada 3 deputados italianos se droga violentamente com coca e haxixe. Logo... sou uma pessoa normal com soninho.
Desculpa Jack, não ter ligado. Fiquei morta para a vida real e ainda não sou italiana.

segunda-feira, outubro 09, 2006

Conversa de Elevador

Ao mais alto nível... eu juro que já não estava com uma ramela.

Ele: Dotora, a doutora agora trabalha num sítio central e doutoura, deixe-me dizer ainda, douuutooraa, não está nada mal esta carteira de clientes, que a doutoooora tem agora em suas mãos...
Ela: Já pressionou o botão para o quarto?
Ele: Qual quarto, doutora?
Ela: Andar, O andar!
Ele: Ah! A doutoora assustou-me... mas ainda bem que está cá mais gente, doutora, senão era um mal entendido atroz!
Ela: Você é parvo ou remata de fundo?
Eu: (em pensamento) COMAM-SE, mas estejam caladinhos a viagem não é longa!

Realidades (6)


Apenas quero remarcar a minha posição aos coleguinhas dos blogs alheios e parceiros de escrita, só não respondo com um docinho a vossa boa influência, mas, vá... fiquem com uma caixinha de bolachinhas caseiras e repartam como irmãos. Obrigada.

Fecha isso, pah!


Da malícia ao rodízio, apenas quero que corram a pressiana.
Está um sol do caraças!
Beleza rara esta... ofusca o meu estar débil.
Vamos lá ver se aniquilo a apatia.

Em dia de festejos...


É que não se para por um segundinho... hoje é dia de festa e não sei se cantam as almas, acho que se disser isso com convicção continuo com a conotação de pinguça... por isso mesmo, não há alminhas farinellis.
Força, força que hoje, lá por ser segunda ainda há umas tequillas para se erguerem lá no alto.
Pronto, assino pinguncinha que é mais totozinho!

Sexy Tragedy!


Tenho a ligeira sensação que este fim de semana foi deveras produtivo (eu que o diga à boca cheia), mas descanso... isso é que não houve.
Corpo moído, garganta seca e olhos de sono... sinais evidentes neste dia de calor intenso, mas com o sorriso de sempre.
Quem corre por gosto, não geme, ou será cansa... qualquer uma coisa dessas giras de se dizer, para terminar em beleza.
Violent Femmes

- Gone Daddy Gone/I Just Want 2 Make Love 2 U

domingo, outubro 08, 2006

sexta-feira, outubro 06, 2006

Agenda com excessos de overbooking

Cinema com sotaque à pazada sem dó nem piedade, festinhas boas e desenvoltas, exposições marcantes com convidados de luxo, cafés amigos, almoços com despedida anunciada, serviços de teletaxi ao aeroporto com taxa incluída, lavagem de máquinas de semanas de lanzeira, jantares já agora carinhosos, beijos incluídos quando necessário. Ajuste de teorias de conspiração venenosa.

Grau de dificuldade alta, para quem só tem 48 horas de fim de semana.

Is It Any Wonder is Friday?

Depois de recuperada, lamento a todos com quem estive ontem ter sido a pior companhia, ou melhor... não foi assim muito famosa foi mais corpo presente e sono absoluto.
E porque será, Herr Petrov???
Hoje é novo dia, e já me sinto outra, deve ter sido do suminho de laranja que tomei logo cedo e ter tidos sonhos bem ilustrativos!

Harrowdown Hill




a nostalgia do início do verão 2006

The Dark Side ...keeps turning me on!!!!


The Jesus & Mary Chain - April Skies
Já que sou uma revivalista:

Psychedelic Furs - Heaven

quarta-feira, outubro 04, 2006

don't take my sunshine away

De volta.
Vamos lá ver se hoje depois da janta a festa é pela noite fora até o dia raiar.
Confirmada a presença... hoje há êxitos e muita música nova.
Apareçam, são bem vindos a abanar a anca e soltar o pézinho do chão.
Indicações?... no post anterior está lá tudo!
Deixem-se de mariquices, hoje é mesmo dia de partylandia.

terça-feira, outubro 03, 2006

Vamos sobreviver?

How can I Empower Myself...

Apenas isto...


Architecture in Helsinki... Clap Your Hands Say Yeah... Takka Takka.... num só concerto.


CYHSY / AIH / TT
Tour 2006
AMERICA

Fitas e mais fitas

Mes amis,


Seguramente onde vou todas as noitinhas sem hesitação ou pena.



Au revoir et a bientôt!



Shall we dance to this music


Depois da major de ontem, percebi que já não estou habituada a olhar e sorver grandes copos. Um trabalho a seguir ao outro... uma pessoa vai, no meio da chuva, ver os próximos lançamentos, tirar apontamentos e repirar fundo a ouvir as parvoíces do costume!
Enfim, no passa nada guapo!

segunda-feira, outubro 02, 2006

Agarra com força!


Independentemente de ter 43 pares de botas gosto de sentir cada uma o seu toque na minha perna e acredito que muitas outras aparecerão à colecção, não desprezado as anteriores. Todas têm o seu lugar nos meus pés e bem guardadas no closet. Chama-lhe fetishe, chama-lhe produção, vício ou até mesmo pancada... a verdade é que as minhas botas são por vezes a peça mais essencial de toda a minha vestimenta!
Demoníaco, é saber que tenho companhia, e gosto.

Tendências (1)

Já notaram que ao cuspir para o alto a merda vem mais depressa?



Sem querer ferir, pois não sou espiã infiltada.

Se faz favor...


Ainda não entendi como se processa a mente desenvolta da espécie masculina, se é por que nos preocupamos, somos umas chatas... se damos carinhos, umas melgas... se saímos à grande com os amigos, umas bandidas... se gozamos, somos umas insensíveis... se tratamos mal, umas cabras. Se somos boas na cama, andamos loucas e depravadas com o pito aos saltos... se somos mais calminhas, não nos esforçamos muito e nem vale a pena.
Se não fazemos nada, umas inúteis.