segunda-feira, março 16, 2009

Toma lá, morangos

São algumas as aventuras que uma rapariga solteira passa, por vezes impensáveis aos comuns dos mortais, mais concretamente àqueles casalinhos modernos, os super-à-frente dinâmicos, falo daqueles duos que são a continuidade um do outro, vestem-se quase de igual, a camisola dela condiz com as calças dele e têm a lata de dizer sempre que foi o acaso. O andar é feito com a mesma cadência sem dar azo a haver um erro na coreografia. Normalmente além de andarem encavalitados um no outo, a maior parte do tempo, temos de levar com a ladaínha dos amorzinhos e ternurinhas e os restantes inhos e inhas que vão proclamando em cada final, meio ou início de frases compostas. O que importuna mesmo é quando decidem terminar as frases um do outro, fazendo o espectador um verdadeiro adepto de ténis...
Ora eu desde a final Boris Becker Vs Ivan Lendl, deixei as grandes competições Wimbledon, logo, agradeço que párem.
Aqueles sonsos, normalmente também se intitulam pró-activos das cenas de Cultura... onde ela está... eles lá estão, bem frescos e sempre muito animados à espera de meter uma conversa intelectual ao primeiro que caír na esparrela de os cumprimentar. Ufa!
Tudo isto soa-me a falso, ou melhor irritam-me, muito. Direi mais, irritam-me bué! O bué aqui, é usado com o verdadeiro significado que vem no novo dicionário, o que é deveras chocante para estes amores, há pormenores importantes neste casal... que a loiça não possa estar lascada pois poderá conter germes nocivos à saúde (sentada no sofá muitas vezes apecece-me colocar a mão toda na minha boca e passa-la depois sobre a mesa de centro à espera da reacção deles).
Para mim estes senhores e senhoras do bem, diga-se, ou não têm vida sexual, ou se a têm esqueceram-se delas naquelas férias magníficas nas Ilhas Phi Phi na Tailândia pela Abreu em 2003 e ficaram apenas com a recordação de um jet lag emocional. Não é possível haver, pois são amorfos de alguma consciência, estão num emaranhado de condições e protocolos. Protocolos, esse pedir lincença para ter prazer... Enfim, vidas escolidas, não a minha é certo.
Na verdade o que me mata, é quando estes adoráveis que não são meus amigos mas toleráveis conhecidos, inventam em dar-me conselhos de conduta e de uma tal postura social digna de uma pessoa-solteira-à-procura-de-pretendente-a-chegar-aos-35-sem-querer-ainda-ficas-sozinha-se-não-te-portares-bem (quer dizer que este é o meu retrato para eles?), e por mais que refuta que não me importo, pois estou bem assim e muito feliz.. apenas digo, "Posso oferecer-vos esta caixa de morangos? "
É a única forma de colocar uma grainha na boca da senhora e algum suco agri doce na dele, sem me chamar de imunda ou vulgar.

9 comentários:

Rui disse...

Realmente Wimbledon tem um grande carisma ^_^

Quem realmente está bem com a situação em que se encontra, ressabia assim tanto, por conselhos banais e estereotipados?

Kat disse...

Não, mas, tem de tolerá-los quando que aparecem, mesmo fazendo cara feia.

Zari disse...

Muito bom este post!!!! ehhehehehe

Gostei...!!!
Se quiseres visita o meu blog...!! tb gosto de por algumas coisas q se vao passando comigo... outras q se passam por aí... lol...
Gostei mt deste! :)

Zari disse...

ah,... perto do teu... o meu blog é apenas experimental!!! :)

Rui disse...

Há uma expressão que se usa aqui na minha terrinha!
Caga nisso!

Segue os ensinamentos do tartaruga mestre e respira!

Kat disse...

Obrigada Rui, sempre atento às minhas incorrecções. E não me preocupo muito com os ensinamentos dos outros, se assim fosse, não oferecia morangos, mas sim pepinos!

Rui disse...

Peço desculpa. Não queria ser inconveniente com o ter realçado o pequeno erro.Se desejar posso apagar o comentário.

Kat disse...

Nada disso, até agradeço! Gosto de ser corrigida quando erro.

Cesar Gonçalves disse...

Gostei Cátia :)

quase tanto como gosto de te ouvir com o Alvim na prova Oral, Sigo teu blogue no meu, mas juro que nao é perseguição :), apenas gosto das tuas palavras :)

ja fui lamechas, mas nem tanto como esses :), e cresci :)!

o que me irrita mesmo mesmo, é que esses casais na rua fazem isso, e muitas vezes dentro de paredes é tudo tão seco, sem sumo.... exibir a montra esta na moda :)... abaixo as modas foleiras!

beijinho continua :)